Transparência e Prestação de Contas

Os líderes devem promover a transparência e prestar contas sobre sua atuação a partir de um diálogo aberto com suas diferentes partes interessadas, identificando seus interesses e expectativas, para obter mais confiança e melhores resultados.

  1. Adotar a transparência e a prestação de contas como princípios fundamentais no exercício das atividades que devem nortear a gestão integrada do negócio e o diálogo com as partes interessadas, em toda e qualquer comunicação feita pela empresa.
     

  2. Levar em conta aspectos estruturais e culturais específicos do negócio na prestação de contas da empresa, sem deixar de informar questões que sejam relevantes para as partes interessadas.
     

  3. Evidenciar como a empresa gera valor ao longo do tempo, por meio da divulgação de informações integradas de natureza econômico-financeira, social, ambiental e de governança corporativa com igual nível de qualidade e confiabilidade.
     

  4. Garantir que as informações divulgadas sejam comunicadas de forma completa, valendo-se dos conceitos de materialidade e relevância para conferir objetividade e concisão às mensagens.
     

  5. Estimular e inspirar a educação financeira, visando formar gestores mais bem preparados para os desafios de um novo conceito de mercado, investidores com uma expectativa de “retorno” que incorpore valores além do resultado financeiro, colaboradores e clientes mais responsáveis e usuários em geral mais exigentes e capacitados para compreender as informações divulgadas.
     

  6. Observar as melhores práticas de divulgação de informações tanto internamente quanto para o mercado, respeitadas as necessidades de confidencialidade do negócio.